dedicação total à Natação Esportiva

dedicação total à Natação Esportiva

dedicação total à Natação Esportiva

dedicação total à Natação Esportiva

26 mar Filipina: 5 dicas importantes

A filipina é um movimento na natação permitido apenas quando se nada o peito, seja nas provas de 50m, 100m ou 200m peito, como nos 200m e 400m medley. É como se fosse a ondulação das provas de crawl, borboleta e costas. Os nadadores que conseguem aproveitar a filipina na saída e nas viradas, levam uma grande vantegem.

Segue então 5 dicas para você reparar no seu treino:

  1. Streamline

Quando empurrar a borda ou quando entrar na água após a saída, mantenha o corpo firme, repare na posição de seus braços no streamline, tenha a sensação que vai furar uma pedra. Deixe o abdômen e os glúteos contraídos. Force a flexão de tornozelo (ponta de pé).

  1. Hora da ondulação e da braçada na filipina

Você pode optar por fazer a única ondulação permitida antes de puxar os braços, como também no momento em que inicia a braçada da filipina (conforme o vídeo). Existem pessoas que preferem não fazer a ondulação.

  1. Finalização da braçada.

Esse movimento é mais ou menos uma braçada de borboleta, finalize com força e mantenha o corpo firme para aproveitar ao máximo seu deslize.

  1. Agora chegou a hora de voltar os braços.

Como esse é um movimento resistido, o braço deve voltar de forma que crie o mínimo de resistência na água possível. Têm nadadores que voltam com os braços um pouco mais afastados, outros com os braços mais próximos, porém, todos com os braços bem rente ao corpo.

  1. Pernada

No momento que você faz a volta do braço, simultaneamente, você realiza uma pernada de peito, com bastante força para que você se lance com potência para iniciar o nado.

Esse é o movimento da filipina, agora é só começar a nadar!

Gostou?

Deixe seu recado e sugestões, precisamos ouvir você também!

Nenhum comentário

Publique um comentário.