dedicação total à Natação Esportiva

dedicação total à Natação Esportiva

dedicação total à Natação Esportiva

dedicação total à Natação Esportiva

17 fev O que o esporte me ensinou: Natação X Espírito de Equipe

Pode até parecer estranho falar de natação e espírito de equipe, afinal, natação é um esporte individual. Mas todos aqueles que já foram ou são nadadores, sabem que não é bem assim.

Você fazer parte de uma equipe é simplesmente fantástico, chegar todos os dias no treino e encontrar com aquelas pessoas, deixa tudo mais fácil. Lembro das conversas antes do treino, das gargalhadas, de vez em quando tem discussão também, mas tudo bem!

Começa o treino. Vamos lá, todos para água, é muito bom treinar com alguém do lado, um incentivando o outro, um instigando o outro, às vezes rola uma provocação também, mas sempre, ou melhor, na maioria das vezes, de uma forma harmoniosa. É muito bom treinar com uma equipe!

Nas competições então, nem se fala! Aquele clima de ansiedade antes da viagem, aquele frio na barriga. Viajamos todos juntos, ali somos só nós, somos uma equipe! Sem falar na hora que chega na competição, juntamos todos para gritar o grito de guerra, nossa, sempre me empolgava demais, parecia que recebia uma dose de garra, de força, de velocidade, de tudo de bom, aquele era o momento em que me dava uma vontade ainda maior de competir, de nadar não só por mim, mas para toda a equipe.

Chega a hora da sua prova, seus colegas e técnicos gritam, torcem, te incentivam. Uma competição que me marcou muito foi quando bati pela primeira vez o recorde sul-americano na prova dos 200m costas, havia nadado bem pela manhã nas eliminatórias, tinha feito 2.15:6, e o recorde sul-americano era 2.14:89. Eu já havia nadado forte pela manhã, e sabia que teria que me superar para conseguir nadar abaixo do recorde. E nesse dia a equipe foi fundamental, na hora em que entrei na piscina, eles começaram a gritar meu nome, fizeram até uma musiquinha. Ali senti que não era só eu que ia nadar, e sim toda a equipe, estava cheia de energia! Pulei na água para bater o recorde, nadei com muita vontade, não nadei apenas para mim, mas para todos que estavam torcendo por mim!

Quando bati no placar, antes que pudesse olhar o tempo, já ouvi a gritaria, estava lá 2.14:88, é isso mesmo, foi apenas por um centésimo e tenho certeza que se não fosse esse espírito de equipe, não teria nadado como nadei!

E como dizem por ai: a natação apesar de ser um esporte individual, é o mais coletivo que existe!

Nenhum comentário

Publique um comentário.